— Você faz muitas perguntas, não é?
— É uma maneira de descobrir as coisas.
Nuvem da Morte - Andrew Lane 
Não imaginava que faria o que fiz. Não tinha planejado. Na verdade, não tinha sequer pensado. Às vezes, você faz coisas não porque pensou naquilo, mas porque sentiu.Sentiu demais. E nem sempre você pode controlar quando sente demais. Talvez a diferença entre ser menino e ser adulto fosse que meninos não são capazes de controlar as coisas horríveis que sentem. os homens são. Naquela tarde, fui menino. Nada adulto.
Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alire Sáenz
Embora os verões fossem quase totalmente feitos de sol e calor, para mim os verões eram as tempestades que iam e vinham. E ficava o sentimento de solidão.
Será que todos os garotos se sentem sozinhos?
O verão não era feito para garotos como eu. Garotos como eu pertenciam à chuva.
Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alire Sáenz
Aposto que às vezes é possível desvendar todos os mistérios do Universo na mão de uma pessoa.
Aristóteles e Dante descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alire Sáenz
Outro segredo do Universo: às vezes, a dor era como uma tempestade que vinha do nada. A mais clara manha de verão podia acabar em temporal. Podia acabar em raios e trovões.
Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alires Sáenz
[…] Uns dos segredos do Universo era que, às vezes, nossos instintos eram mais forte que nosso raciocínio. […]
Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alire Sáenz
[…] É que o amor sempre foi pesado. Algo que eu precisava carregar.
Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alire Sáenz
As vezes os pais amavam tanto seus filhos que romanceavam a vida deles. Achavam que nossa juventude era capaz de superar qualquer obstaculo. Talvez pais e mães esquecessem que fazer dezessete ano às vezes era difícil, doloroso e confuso. E fazer dezessete anos às vezes podia ser um saco.
Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alire Sáenz
Talvez me sentisse um pouco superior. Não sei se “superior” era a palavra. Só não sabia como falar com eles, como ser eu mesmo perto deles. Andar com outros caras não me dava a sensação de ser inteligente. Andar com outros caras me dava a sensação de ser burro e deslocado. Era como se todos fizessem parte de um clube no qual eu não era sócio.
Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alire Sáenz 
O que realmente me incomodava era o fato de minha mãe ter mais amigos do que eu. Tem coisa mais triste?
Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alire Sáenz
O problema da minha vida era que ela tinha sido ideia de outra pessoa.
Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alire Sáenz
Por que sorrimos? Por que damos risadas? Por que nos sentimos sós? Por que somos tristes e confusos? Por que lemos poesia? Por que choramos ao ver uma pintura? Por que nosso coração se descontrola quando estamos apaixonados? Por que sentimos vergonha? O que é essa coisa no fundo das entranhas chamada desejo?
Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo  - Benjamin Alire Sáenz
Amante Desperto - Irmandade da Adaga Negra - J. R. Ward
Outra onda de instinto primitivo o invadiu.
Queria vê-la comer. Depois do sexo, depois de estar em seu interior, queria que comesse o alimento que lhe trazia, e queria que o comesse em sua mão. Que inferno, queria sair e matar algo para ela, trazer carne, cozinhá-la ele mesmo e alimentá-la até que estivesse satisfeita. E, depois, deitar-se ao lado dela com uma adaga na mão, protegendo-a enquanto dormisse.
Voltou a desaparecer no closet. Cara, estava ficando louco. Louco de pedra.
Amante Desperto - J. R. Ward